10 tendências de técnicas de fotografia para 2023

Você gosta de tirar fotos, mas está sempre enfrentando bloqueios de criatividade para clicar seus registros? Nossa dica é que você conheça diferentes técnicas de fotografia para aumentar o repertório e facilitar na hora de fazer novas capturas.

Para isso, separamos dicas incríveis para você começar a testar quanto antes. Então, que tal conferir as principais tendências de técnicas de fotografia para 2023? Fique de olho!

1. Panning

A técnica de panning é bastante utilizada por quem costuma fotografar objetos em movimento. Ela é muito útil no mundo dos esportes, mas pode ser ajustada para várias outras finalidades. Basicamente, consiste em focar em um objeto em movimento e acompanhá-lo.

O movimento de fotografar, neste caso, funciona como a gravação de um vídeo, em que você segue o objeto para manter o enquadramento. Isso faz com que o objeto focalizado fique nítido e o restante da imagem apresente um borrão desenhado pelo movimento da câmera. Ou seja, com a câmera, você acompanha o objeto clicado no mesmo ritmo em que ele está se mexendo, assim, na foto ele vai parecer imóvel, enquanto o fundo parece dinâmico e em velocidade.

Para conseguir aplicar a técnica é preciso garantir uma velocidade, relativamente, baixa e uma boa base de apoio para a câmera — que podem ser a de mãos firmes ou de um monopé, por exemplo, que garante a mobilidade necessária.

2. Longa exposição

A segunda tendência entre as técnicas de fotografia para 2023 é a longa exposição. Ela é chamada assim por aumentar o tempo durante o qual o obturador fica aberto, recebendo mais luz da cena fotografada por mais tempo. É uma abordagem super útil para quem gosta de fotografar o céu, cachoeiras, lagos ou paisagens noturnas, dando a ver as luzes e o registro de suas trajetórias.

A fotometria de longa exposição inicia pela escolha do tempo em que o obturador fica aberto. Quanto maior o tempo de exposição, mais baixo o ISO e mais fechado o diafragma. Isso evita a superexposição. Também é indispensável que a câmera fique estática, sem qualquer tipo de movimentação. De preferência apoiada em um tripé.

3. Light Painting

Em tradução literal, a “pintura de luz” é uma técnica que usa fontes de luz para criar efeitos visuais de pintura na foto. O princípio é semelhante ao de longa exposição. Mas nesse caso, vamos acompanhar a trajetória de luzes incidentes, de modo que possamos desenhá-las. Lanternas, leds, telas de celular e tablet ou qualquer outra fonte de luz é perfeita para criar o efeito desenhado, pois serão usadas como lápis em um papel.

Pode ser uma ideia bem desafiadora, já que é difícil acertar o desenho no momento do clique, então, prepare-se para testar muitas vezes. Se você quiser que somente o desenho apareça, deve escolher um ambiente escuro para montar a cena. Também é válido usar o timer da câmera ou um controle remoto, para que tenha tempo para se preparar. Outra dica importante é pensar em quando tempo o seu desenho leva para ser feito, afinal este deve ser o tempo de exposição.

4. Dupla Exposição

Essa técnica vai além da edição, pois pode estar presente na captura de imagens. Algumas câmeras, como as da Fujifilm, permitem unir duas ou mais fotografias em um único registro. O que caracteriza a dupla ou múltipla exposição. Para ter um bom efeito, as cenas fotografadas precisam apresentar diferenças e até oposição de contraste de cor e luz.

Uma boa opção é fazer um retrato e aplicar sobre ele uma textura. Então, você faria uma foto de alguém e, em seguida, um registro de alguma textura do ambiente — galhos de árvores, flores, céu com nuvens ou alguma outra textura de tecido, parede ou forma.

Outra forma de dominar a técnica está no uso de um editor de fotos, como o Photoshop. A dupla exposição sobrepõe duas ou mais imagens, criando um efeito bastante bacana na imagem final. É só brincar com a opacidade das camadas para buscar aquele efeito de dupla exposição.

5. Contraluz

Se você está buscando uma forma simples de fotografar e que vai agradar muita gente em 2023, está na hora de começar a explorar o trabalho contraluz. Como o nome mesmo sugere, você usa a iluminação contra a câmera para criar um efeito de silhueta ou algo parecido.

Essas fotos ficam ótimas quando usadas em combinação com o pôr do sol, por exemplo. Mas também podem ser reproduzidas no estúdio ou de costas para janelas. O melhor é que esse tipo de efeito pode ser facilmente produzido em ambientes abertos e naturais.

6. Golden Hour

A golden hour é uma das técnicas de fotografia mais aceitas pelo público. Elas usam a angulação perfeita da luz solar para proporcionar toda a luminosidade que o clique precisa. Dessa forma, você só precisa esperar o momento em que o sol começa a nascer ou a baixar e os raios de luz não incidem diretamente sobre os modelos.

Isso vai iluminar todo o cenário com uma luz quente, porém, bastante suave e sem tantas sombras. O único desafio é encontrar a janela de tempo em que a luz fica perfeita e fazer um bom aproveitamento dentro desse período que passa rápido.

7. Blue Hour

A blue hour é uma técnica parecidíssima com a golden hour, porém, ela é aproveitada justamente no instante seguinte a esse momento dourado. No processo de entrada do sol, depois da luz quente ser projetada sobre toda a natureza, vem uma luz mais fria e azulada, típica do cair da noite.

Essa luz também é ótima para fazer registros impactantes, com tons de azul e detalhes em laranja ou amarelo. Porém, preste atenção: essa luz é desafiadora caso você pretenda clicar pessoas. Em vez disso, prefira usá-la para registrar paisagens de tirar o fôlego.

8. Leds coloridos

Você, com certeza, já deve ter se deparado com fotos compostas com leds coloridos nas redes, certo? Elas fazem tanto sucesso que esse virou um elemento quase indispensável nos ambientes que querem ser instagramáveis.

Os pontos coloridos viram ótimos elementos visuais para as fotos e criam um contraste muito bacana. Por isso, essa é uma tendência fortíssima para 2023, em especial para quem for fotografar em espaços públicos ou sociais.

O ideal é combinar cores e usá-las nos seus retratos. Você pode, por exemplo, usar a cor azul a 45º frontal e a vermelha na lateral da pessoa retratada. Caso queira preservar o tom da pele, acrescente uma luz branca difusa a essa cena.

9. Fotos analógicas em preto e branco

Quem disse que para ser tendência precisa ser algo supermoderno e inovador? As fotos analógicas em preto e branco devem estar super em alta em 2023. Elas dão um ar de mistério, drama e romantismo para absolutamente qualquer clique.

Então, se você gosta de impactar com os seus registros, pode atribuir um quê de profundidade aos cliques apenas optando por essa técnica. Além disso, essas imagens podem se tornar um elemento decorativo super sofisticado. O que acha?

10. Fotos analógicas instantâneas

As fotos analógicas instantâneas também devem ser uma tendência no próximo ano. Além de fazerem o maior sucesso nas reuniões entre amigos, elas são ótimas para decorar ambientes, criar lembranças personalizadas e até mesmo produzir um registro físico de momentos especiais.

Seja para fotografar quem você gosta ou fazer selfies criativas com a galera, as câmeras instantâneas, como a INSTAX da Fujifilm, são uma fonte constante de diversão. E também têm um ar mais retrô, ideal para quem gosta de valorizar técnicas de fotografia mais antigas.

E aí, gostou de conhecer algumas técnicas de fotografia para variar o seu repertório em 2023? Com elas, seu feed pode ficar incrível e realmente atrativo. Então, aproveite para começar a treinar as dicas que compartilhamos e conhecer os resultados na prática.

Quer continuar conferindo tendências que podem ser úteis para complementar as suas técnicas? Então, descubra como usar o storytelling na fotografia!

TAGS

Compartilhe nas redes sociais

AUTOR:

Post produzido por Fujifilm X Series Brasil Acompanhe as redes sociais oficiais: @xseriesbr no Instagram e X Series Brasil no Facebook

Logo fuji

Blog Fujifilm

Explore o mundo da
Fujifilm X Series e GFX!

SIGA A X SERIES POR E-MAIL

Inscreva-se e receba a
nossa newsletter e outras
novidades da X Series!

Quem escreve para a X Series:

Mãe e Fotógrafa, apaixonada por ambas funções. Vive de fotografia desde 2001, quando percebeu que luz,...

Analista de Sistemas, Designer Gráfico e Fotógrafo e Certificado Adobe Expert por seu vasto conhecimento...

Fotógrafo, filmmaker e designer gráfico. Criador do PhotoWalk, amante de café e boas histórias.

X-Photographer desde 2014. Trabalho com fotografia e vídeo desde 1995 e transito por inúmeras áreas...

Loja virtual

fujifilm-logo-01

SIGA X SERIES

VEJA TAMBÉM

Conheça as funcionalidades do sistema GFX nas câmeras Fujifilm

Em busca de aperfeiçoar a arte de fotografar, muitas pessoas se deparam com opções de…

fernandaquintino

VER MATÉRIA COMPLETA
Fundo pra foto: qual a utilidade e quando usar um?

Fundo pra foto: qual a utilidade e quando usar um?

A fotografia é uma arte que captura momentos, emoções e histórias por meio de imagens…

Fujifilm Brasil

VER MATÉRIA COMPLETA
Reels de fotógrafos: como construir um portfólio no Instagram

Reels de fotógrafos: como construir um portfólio no Instagram

Nas redes sociais, a fotografia ganhou um novo palco para brilhar: os Reels do Instagram….

Fujifilm Brasil

VER MATÉRIA COMPLETA
Manipulação de imagem: conheça mais sobre as técnicas

Manipulação de imagem: conheça mais sobre as técnicas

Quando o assunto é fotografia, a tecnologia tem permitido não apenas que as câmeras se…

Fujifilm Brasil

VER MATÉRIA COMPLETA