5 dicas de como conservar a vida útil de uma câmera fotográfica profissional

Sem dúvidas, os cuidados com uma câmera fotográfica profissional são um assunto recorrente na rotina de fotógrafos e produtores de vídeo. Afinal, ela é o principal instrumento de trabalho desses profissionais. Não é para menos que muitos deles invistam em modelos de ponta para um trabalho com maior qualidade e custo-benefício.

Mas não só isso. A câmera tem vida útil predeterminada, conta com materiais delicados/frágeis e requer um manuseio otimizado para evitar problemas técnicos e falhas de conservação. Portanto, conhecer as principais estratégias para preservá-la e aumentar a durabilidade é crucial.

Portanto, para ajudar você com esse objetivo, trouxemos algumas orientações dadas em primeira mão por Marcello Barbusci, X-photographer Fujifilm. Acompanhe e tome nota!

1. Cuidado com o transporte

Marcello Barbusci inicia com uma dica básica para os fotógrafos: “leve sempre o seu equipamento acondicionado em uma bolsa/mochila desenvolvida para essa função”.

Esse tipo de material traz compartimentos onde você pode armazenar todos os itens pequenos usados em ensaios fotográficos e gravações, além de divisões para acessórios pequenos e frágeis (como cartões de memória, controles remotos, filtros etc.).

Não deixe de conferir também se a bolsa/mochila é produzida com um tecido impermeável, assim, ela contará com mais uma proteção para o seu equipamento.

Ele ainda complementa “quando estiver com a câmera nas mãos, não deixe de usar a correia presa em torno do punho ou pescoço”. Essas medidas simples evitam quedas e também esbarrões do material contra outros objetos ou mesmo pessoas — situações que podem ocasionar riscos ou danos físicos mais acentuados na parte externa e funcional da câmera.

2. Condições climáticas

Não importa se você tem uma câmera fotográfica para iniciantes ou para profissionais. Isso porque, cedo ou tarde, muitos fotógrafos e produtores de vídeo se deparam com a tarefa de fotografar e/ou filmar em locais com condições climáticas não muito favoráveis para o trabalho. Por exemplo:

  • temperaturas bastante altas, beirando aos 40º e com sol a pino;
  • temperaturas baixas, que podem ou não ocorrer em paralelo com neve;
  • chuvas intensas, com possibilidade de neblina e/ou precipitação de granizo.

Para essas situações, Marcello é categórico: “mantenha sempre sua câmera bem acondicionada na bolsa de transporte e evite climas extremos. O frio e o calor intensos podem elevar a temperatura do equipamento e provocar o desligamento.” A exposição excessiva à umidade ou aos raios solares aumenta as chances de danos ao equipamento.

Porém, quando o clima está normal e você quer aproveitar um dia ensolarado ou de chuva para fotografias mais conceituais e com um toque de reinvenção, há algumas soluções que podem ser adotadas. A primeira é deixar dentro da sua bolsa/mochila um saco de proteção para a câmera — que vai revesti-la e evitar o contato direto com a água, mas sem grudar no aparelho – ou uma capa de chuva original.

Algo que acontece, por exemplo, quando você utiliza embalagens de plástico comuns, já que elas molham por fora e acabam ficando úmidas por dentro, deixando, assim, a sua câmera em contato constante com essa umidade.

Já para os raios UVA e UVB, a dica é contar com filtros e protetores solares que se encaixam nas suas lentes, selando-as e controlando a entrada de luz.

3. Atenção ao uso adequado

O uso da câmera fotográfica profissional também requer atenção da sua parte. Evite repousá-la sobre superfícies instáveis ou locais muito altos, dos quais ela pode cair, até mesmo por ação do vento, por exemplo. O ideal é ter um tripé portátil para levar com você onde for fotografar.

Outro ponto de cuidado segundo o Marcello é “não usar acessórios fora dos padrões Fujifilm. Ou seja, não inserir ou conectar peças piratas no equipamento, como baterias, telas de display, cabos de energia etc. Tenha em mente que tais itens podem não só afetar o desempenho da câmera, como causar danos irreversíveis, por conta de curtos-circuitos e até mesmo explosões.

Ele também dá uma dica fundamental: “trabalhe com atenção nas mudanças de funções sem forçar os comandos”. Do contrário, os seletores da máquina correm o risco de ter o funcionamento prejudicado.

4. Acessórios para conservação

É interessante que você tenha alguns acessórios que ajudem tanto na proteção quanto na higienização da câmera e demais equipamentos usados. É o caso do kit de limpeza e das tampas para lentes.

No primeiro caso, esse kit costuma ser composto por itens que sirvam para remover resíduos que fiquem sobre as telas ou as lentes, dificultando a captação de imagens e a percepção delas. Podemos citar pano de microfibra, pincel de cerdas macias e solução líquida sem álcool ou componentes abrasivos.

Quanto ao segundo exemplo, Marcello complementa: “ter uma tampa de lente é evitar o contato de partículas com a parte ótica do equipamento, mantendo-a, assim, sempre limpa e bem acondicionada”. Afinal, essas partículas podem ser provenientes de diferentes agentes externos capazes de causar danos, desde água até poeira.

Não é à toa que a Fujifilm sempre oferece essa peça quando você compra com a gente. Vale mencionar que também existem modelos de tampas para outras partes da câmera, como os conectores e a sapata para flashs.

5. Limpeza adequada

Por último, Marcello aborda a questão da limpeza. “Na parte externa, use um pincel macio para tirar o pó e, posteriormente, um pano seco. Quanto à parte interna, no sensor, é aconselhável levar o equipamento à assistência autorizada Fujifilm para a higienização adequada”.

Inclusive, ele chama atenção para quando, por descuido ou culpa de terceiros, a câmera fica suja e com sinais de fungos dentro do corpo do aparelho.

“O recomendado é que você não tente resolver a situação por conta própria, pois isso pode agravar o quadro. Pesquise a assistência mais próxima da sua casa e leve a câmera para que técnicos especializados possam verificar o estado do equipamento e proceder com a limpeza”, reforça Marcello.

Agora que você já conhece as principais medidas que ajudam a resguardar a sua câmera fotográfica profissional, comece a fazer uso delas. Lembrando que esses cuidados devem se tornar hábitos permanentes na sua rotina, tanto com o aparelho em si quanto com os acessórios e demais equipamentos, combinado?

Aproveitando o tema do post, entre em contato com a gente para conhecer mais sobre nosso modelos de câmera, lentes e acessórios!

TAGS

Post produzido por Fujifilm X Series Brasil Acompanhe as redes sociais oficiais: @xseriesbr no Instagram e X Series Brasil no Facebook

Logo fuji

Blog Fujifilm

Explore o mundo da
Fujifilm X Series e GFX!

SIGA A X SERIES POR E-MAIL

Inscreva-se e receba a
nossa newsletter e outras
novidades da X Series!

Quem escreve para a X Series:

Mãe e Fotógrafa, apaixonada por ambas funções. Vive de fotografia desde 2001, quando percebeu que luz,...

Analista de Sistemas, Designer Gráfico e Fotógrafo e Certificado Adobe Expert por seu vasto conhecimento...

Fotógrafo, filmmaker e designer gráfico. Criador do PhotoWalk, amante de café e boas histórias.

X-Photographer desde 2014. Trabalho com fotografia e vídeo desde 1995 e transito por inúmeras áreas...

Loja virtual

fujifilm-logo-01

SIGA X SERIES